Orgânicos por um mundo melhor

A engrenagem central da economia é a alimentação. A comida regula o mundo! E já que cada um cotidianamente “vota” por meio de suas compras, estamos engajados nesse segmento econômico como revolucionários alimentares. Já que as escolhas da população guiam as tendências da indústria, temos a responsabilidade de apoiar, com nosso poder de compra, as empresas que incentivem o bem comum. Hoje em dia, pagar mais pelo orgânico local é uma ação carregada de sentido, um ato que fala por si. Uma gota d’água inspiradora que participa significativamente da corrente da mudança.

É nosso poder de compra que mantém o produtor, o atacadista e o comerciante e os obriga a respeitar nossos valores. É possível nutrir a vida simplesmente com o poder de nossas escolhas.

Extraído de:

Essencial – a arte da gastronomia sem fogão, pág 14

David Côté e Mathieu Gallant