Livros ‘Justiça’ e ‘O que o dinheiro não compra’

JusticaJustiça e O que o dinheiro não compra Michael J. Sandel

Esses dois livros não falam de plantas, e sim sobre nossa atuação, consciente ou inconsciente, no mundo.

O autor é professor em Harvard, e seu curso “Justice” é um dos mais populares e influentes naquela Universidade. Quase mil alunos aglomeram-se para ouvir Sandel relacionar as grandes questões da O que o dinheiro nao comprafilosofia política aos mais prosaicos assuntos do dia-a-dia.

Baseado nesse curso, “Justiça” tem vida, provoca o raciocínio e é sábio — uma nova e essencial contribuição para a pequena prateleira dos livros que abordam, de forma convincente, as questões mais difíceis da nossa vida cívica.

“O que o dinheiro não compra” analisa a interferência das leis de mercado em áreas até pouco tempo regidas por outros valores.

    Algumas das boas coisas da vida são corrompidas ou degradadas quando transformadas em mercadoria. Para decidir quando o mercado faz sentido e onde deveria ser mantido à distância, precisamos decidir que valor atribuir aos bens em questão. Abordando superficialmente as questões, é fácil dizer “isto é muito nobre para ser vendido”, mas ao analisar cada caso profundamente, raramente a resposta é tão simples.

     Não é um livro moralista que simplesmente condena tudo que “está por aí”. Pelo contrário, levanta muitas questões as deixa em aberto, para que reflitamos sobre elas e sobre o mundo que estamos construindo com nossas escolhas, nossas ações e omissões.